Prefeitura promove curso sobre empreendedorismo nas escolas de João Monlevade

0
304

Um curso de capacitação sobre empreendedorismo nas escolas movimentou a comunidade educacional de João Monlevade nesta quarta e nesta quinta-feira, dias 16 e 17. O treinamento ocorreu no Centro Educacional e foi viabilizado por meio de parceria entre a Secretaria de Educação e o Sebrae.

De acordo com a consultora do Sebrae, Maria das Graças Mendes Pena, que foi a facilitadora, o curso visa repassar metodologia para a implantação da cultura empreendedora nas salas de aula, de forma interdisciplinar, no currículo escolar, para possibilitar aos educadores construir uma visão de novas possibilidades de atuar e compreender os conceitos do empreendedorismo.

O conteúdo trabalhado consta de dois eixos: no eixo 1, CCE’s (Características de Comportamento Empreendedor) cujos pilares são: Estabelecimento de Metas, Planejamento e Monitoramento Sistemático, Comprometimento e Persistência; e no eixo 2, Ferramentas de Planejamento: que são: Modelo de Negócio CANVAS e Etapas do Plano de Negócios. Tudo isso de forma a se encaixar na estrutura das aulas, a partir do planejamento.

Segundo Maria das Graças, os profissionais são estimulados a discutir as pedagogias que embasam o planejamento do programa: Pedagogia do projeto, da resiliência e da presença, destacando a importância do aluno como protagonista de suas ideias, na execução do projeto, na avaliação e na busca de resultados. O objetivo a ser alcançado é o entendimento de que empreender não é só abrir um negócio, é uma atitude diante da vida: pode-se empreender no comércio, na prestação de serviço, nos trabalhos sociais e na inovação, apresentando idéias, soluções e saídas para os problemas que afetam as comunidades, a cidade, o estado e o país.

Cerca de 30 profissionais, entre diretores, professores, pedagogos e coordenadores das escolas Cônego Higino, Eugênia Scharlé, Emip, Centro Educacional e Germin Loureiro participaram do treinamento e ficaram entusiasmados com o projeto. Marinete Morais, pedagoga da Emip, disse que, através do curso, percebeu que a complexidade vivenciada no cotidiano da escola pode encontrar uma saída no empreendedorismo. “O curso foi uma excelente oportunidade e certamente vai fortalecer nossas ações na escola”, resumiu. Para Maria Raimunda Vasconcelos, professora da Escola Municipal Germin Loureiro, o curso foi ótimo, aplicável e auxiliou numa nova concepção de educação e vida. E para a professora do Cônego Higino, Gilmara Cota Mendes, o curso está sendo uma rica oportunidade de mudança de mentalidade sobre o empreendedorismo. Os participantes fizeram duas feiras, uma de comércio com venda de diversos produtos que podem ser produzidos na escola, e outra, de idéias e soluções para os problemas cotidianos das escolas.

Próximos passos

De acordo com as coordenadoras do encontro, Maria Rita Pacheco e Maria Cristina Linhares, da Secretaria de Educação, a iniciativa teve ótima aceitação e deverá dar resultados. A partir do curso, os profissionais envolvidos vão elaborar propostas, que serão avaliadas pela Secretaria e Sebrae, de como o projeto poderá ser implantado nas escolas, e a partir do interesse, o Sebrae poderá oferecer oficinas de suporte para aprofundamento do conteúdo. O Secretário de Educação, Teotino Damasceno, esteve presente nos dois dias de curso, elogiou o evento e agradeceu a participação de todos, colocando a Secretaria aberta ao SEBRAE para outras parcerias, acreditando que a partir do curso, a educação vai contar com muitos empreendedores.

Fonte: PMJM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here